sábado, 4 de fevereiro de 2017

Resenha: Traços - Eduardo Cilto

 Editora: Outro Planeta
Ano: 2016
ISBN: 9788542207477
Páginas: 272
Nota: 5/5

Um livro amorzinho..... nem tão amorzinho assim.

Matheus é um garoto um tanto quanto inseguro que está pronto para ir a sua primeira festa. Influenciado principalmente por sua melhor amiga, Beatriz, comparece ao colégio durante a noite e tenta se comportar. Mas as coisas saem fora do controle e ele acaba até participando de um ritual de bruxaria.


"Ás vezes, as pessoas se deixam cegar pelo número infinito de expectativas que as cerca e acabam não percebendo que o que elas mais querem está na frente do próprio nariz, não exatamente como imaginam, mas muitas vezes de um jeito até melhor do que o esperado.”

Mas não terminou por aí, Beatriz começa a inventar de ir para São Paulo e acaba arrastando Matheus junto com ela. Durante essa viagem, os sentimentos dois dois ficam cada vez mais confusos. Toda essa relação me lembrou bastante o filme 500 days with summer. No meio dessa viagem, um grande misterioso sequestro acontece. Um garoto que faz vídeos para a internet acaba sendo sequestrado e a Beatriz teima em ir atrás dele. A partir daí, é uma aventura atrás da outra.

"(...)A internet virou um grande espaço onde qualquer um consegue postar o que quer e se autopromover para aqueles que conhece, sempre com o mesmo conteúdo repetitivo, as mesmas reclamações, as mesmas coisas de sempre: "Vejam as fotos das minhas férias", "Curtam as fotos dos meus presentes de aniversário", "Comentem sobre o quanto estou bonita nessa foto". É uma luta de egos que parece não ter fim."

A leitura de Traços é bem gostosa e parece, de início, apenas um mero romance — só no começo mesmo. Comecei a ler sem muitas pretensões e terminei querendo pedir o Eduardo em casamento. Os personagens são tão opostos que acabam se entrelaçando de alguma forma. E toda a narrativa, todos os personagens se juntam. Pensar que o autor estava sentado pensando nessa história o tempo todo e nesse desfecho maravilhoso me fez sentir um pouquinho enganada — você vai entender o porquê.


O mais legal é que a narrativa simplesmente te surpreende do nada e é regada por quilos e mais quilos de amizade e de um talvez relacionamento. Mostra que as vezes a pessoa certa é errada e as vezes simplesmente o timing não bateu. Sim, eu estou falando de um clima de romance. É muito legal, sério, por mais clichê que possa ser, o autor conseguiu renovar.

"A vida pode ser muito parecida com os quadrinhos, pois ambos tem alguém controlando o que acontece; no caso você é o desenhista da sua própria história, e os traços feitos são as ações que toma para designar o rumo que sua vida seguirá. Então tenha consciência de que, a partir de agora, é você quem define o desenho que seus traços vão formar.”

Não vou me alongar muito mais nessa resenha, mas super recomendo esse livro e pretendo reler em breve. Traços é um livro pra você que gosta de uma história cheia de personagens que te envolvem e um grito de "surpresa!"

2 comentários:

  1. Não sei se li em um momento errado, mas não consegui engolir a história nem os personagens. Achei os personagens infantis, principalmente o Matheus. Tinha coisas que tava na cara dele e ele não percebia, sério, me irritei muito.
    Acho que a principal razão de não ter gostado muito do livro, é que eu estava com as expectativas lá no alto, tipo, eu achei que ia amar muito o livro; e acabou que eu realmente não gostei.
    Mas que bom que você gostou, experiências literárias ruins não são nada boas (obviamente, hahaha) >.<

    Beijos!
    vexplorandomundos.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jura que você não gostou? Nossa, eu achei muito legal mesmo principalmente aquele fato surpresa. Talvez os personagens fossem mais "Infantis' mesmo, mas isso não me incomodou muito, sei lá. Fiquei encafifada com esse seu comentário, acho que vou reler só por isso KKK
      Beijos!

      Excluir

Criado por: Mariely Abreu | Todos os direitos reservados ©. voltar ao topo