quarta-feira, 6 de julho de 2016

Fluorescente.


Ela estava esperando do outro lado do mar. Ficava se perguntando quantas ondas passaram no período de tempo em que ela estava ali, parada. E em um instante, em um piscar de olhos, a onda não era apenas uma onda. Parecia estar maior e mais brilhante. Fluorescente. Havia alguém ali no meio daquele túnel formado pelas águas. A garota, que antes tinha medo de se molhar, simplesmente entrelaçou suas mãos com os dedos que atravessavam as águas e se jogou. Foi um mergulho doloroso e só aconteceu porque ela se permitiu, por um instante, mergulhar. E foi contra seus medos. Simplesmente deu a mão para quem estava ali. E foi.
E se eu te dissesse que a onda me trouxe você?!

Nenhum comentário:

Criado por: Mariely Abreu | Todos os direitos reservados ©. voltar ao topo