sexta-feira, 25 de março de 2016

A sua voz

Eu queria dizer que ainda escuto a sua voz.
A voz que parecia estar no meu ouvido
Mas era o telefone
Do outro lado da linha.
E você poderia estar tão perto
E me fazer carinho
Chamar de sua.
Seria sua, mas tive medo.
Medo do que não posso conhecer
Desconheço
Desapareço
Cresço.
Não deveria ter me chamado de confusa
Dissimulada
Não se envolva comigo
Não sei o que eu quero
Eu sabia
Sabia
Queria você sussurrando
De verdade
No ouvido
Aqui.
Mas abri as mãos
Te deixei ir
E quando a gente conversa
Quando a gente nutre essa amizade
Eu ainda escuto a sua voz
Do outro lado da linha.

Nenhum comentário:

Criado por: Mariely Abreu | Todos os direitos reservados ©. voltar ao topo