quinta-feira, 12 de novembro de 2015

Resenha: Amor imortal - Ana Carolina KJ

Editora: Novo Conceito
Ano: 2015
ISBN: 9788581637273
Páginas: 256
Nota: 4/5
Deixe que minhas asas abriguem você.

O mundo não é apenas um. Tudo parece "bem" na superfície, não é? Mas existe um outro lugar, mais conhecido como submundo. Nele, existem anjos, caídos ou não, nephilins e demônios. Alguns desses últimos seres acabaram tornando-se servos. A primeira palavra em que pensa ao pronunciar a palavra "demônio" é Lúcifer, não é?! Há muito mais espalhados por aí, usando de sua forma humana para se camuflar. Como Samyaza. Em meio a esse mundo, Raziel reencontra sua amada imortal, agora em outro corpo. Anna, de início, não se lembra, mas acaba apaixonando-se pelo homem como se todo aquele sentimento fosse familiar e, depois, descobre que ele é imortal, descobre que suas asas foram cortadas e o submundo está um caos. Antes, ela e sua melhor amiga, Loreta, conheceram dois caras misteriosos - que na verdade são nephilins que servem a Samyaza - Erick e Marcos. Para que possam permanecer juntos e em uma luta de libertação, Raziel e Anna devem lutar conta os demônios e tem como primeira missão matar Samyaza. Mas ele é apenas o começo.

"- Não vou forçá-lo a nada. Preciso saber uma coisa: Você anda fora da lei? É mafioso ou algo assim?
Meu comentário pareceu diminuir a tensão. Raziel achou graça.
- É claro que não! - negou, sorrindo. - Bem, não sou nenhum santo, mas o mal não me atrai e... conheço bem os dois lados."

Amor Imortal é um livro que mistura o sobrenatural com o romance, a aventura com um novo mundo e o latim. Isso mesmo, latim. No início de cada capítulo há um trecho que se encaixa perfeitamente com cada um. Confesso que não fiquei extremamente encantada com a narrativa como pensei que ficaria, mas não posso negar que me surpreendeu. Pensei que seria um livro do tipo new adult, também cheio de cenas de sexo e provocações. Me enganei, mas um engano bom. Ok, é claro que me irritei com essa história de "acabei de te conhecer, já vou descobrir que nos amamos na vida passada, não podemos ficar juntos, mas temos que nos unir, em menos de dez minutos e minha alma está completamente entregue a você" totalmente clichê, mas a autora soube fazer uma boa mescla. As cenas melosas estão presentes em boa parte do livro, mas isso não significa que o sexo não exista. Gostei bastante disso pois acabou tornando o romance mais real. Em quantos livros não li romances melosinhos e só beijinhos? Não me levem a mal, mas sexo existe, galera, casais possuem momentos quentes por mais fofos que sejam!! Então, a autora conseguiu inovar nesse sentido.

"Em minhas vidas passadas, eu o amava com todas as forças. Ao reencontrá-lo nesta vida, percebi que ainda carregava esse amor dentro de mim. Lembrei-me da foto que havia guardado no dia em que dormimos juntos. Entrei no closet adjacente ao meu quarto e coloquei a mão no bolso do casaco que eu usava naquele dia. Lá estava ela: a desgastada foto em preto e branco."

Acho que o sobrenatural poderia ter sido mais explorado, mas entendo o motivo pelo qual não foi. O foco é o romance, apesar das cenas de ação. Então, quanto a isso, o livro consegue cumprir perfeitamente o que propõe. A narrativa é rapidinha de ler, embora eu tenha demorado - por conta de vestibular, entre outras coisas. 


Devo citar também um fator que gostei, apesar de ser injusto. Há uma fala de Erick em um momento de livro dizendo que Raziel foi egoísta ao lutar contra Samyaza e, de fato, foi. Em nenhuma parte estavam lutando "pelo bem da humanidade" e sim para que pudessem ficar juntos. E gente, a vida é assim, é muito difícil alguém de fato lutar apenas e somente pelos outros, sem nem pensar em si. O mundo é egoísta. 

"- Você está errado, Dante! Ele é egoísta. Lutou para si próprio. Para manter sua amante viva."

Além disso, há algumas reviravoltas e surpresas que realmente me surpreenderam. Não previ nenhuma delas, o que é quase um milagre. Só acho que uma coisa que aconteceu deveria ter continuado daquela forma. 

"Um silêncio atordoante tomou conta de mim. Era o silêncio da dor."

Recomendo sim Amor Imortal para todos que estão procurando um livro de romance mais realista misturado com sobrenatural e com uma pitada de aventura e ação. Leiam e depois me contem o que acharam!

4 comentários:

  1. Olá Beatriz. Muito obrigada pela sua resenha! Fico feliz que a leitura te envolveu e por suas observações. Adorei o seu blog! - beijos Ana Carolina KJ

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que felicidade em tê-la aqui no blog!
      Poxa, fico feliz que tenha gostado!
      Parabéns pelo livro!
      Beijos!

      Excluir
  2. Meninaaa, amei essa capa, compraria só por ela. hahaha

    Não tenho o costume de ler livros sobrenaturais mas gostei muito enredo, e o fato de ter romance também me incentiva a comprar. Colocarei na listinha de livros para ler. E gostei da resenha também, realista, colocando os pontos bons e ruins do livro. Sinceridade é tudo.

    Beijoos;**

    http://www.paixoniteliteraria.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oooi!!
      A capa é maravilhosa mesmo, né?! Eu acho que você vai gostar sim, o romance me agradou bastante também, apesar de eu não gostar muito geralmente.
      Beijoos!

      Excluir

Criado por: Mariely Abreu | Todos os direitos reservados ©. voltar ao topo