quinta-feira, 15 de outubro de 2015

Resenha: Amor amargo - Jennifer Brown

Editora: Gutenberg
Ano: 2015
ISBN: 9788582353066
Páginas: 256
Nota: 5/5

O amor pode ser bonito, mas também pode ser feio. O amor pode ser doce, mas também pode ser amargo.

Escrever essa resenha é um tanto quanto complicado pra mim. É um livro que conseguiu me provocar muito e fazia bastante tempo que não saia assim da cadeira. O problema é que durante boa parte da história odiei a protagonista, não entendia seus motivos, considerava-a burra e ingênua. Mas ao longo do livro fui percebendo e entendendo tudo, ao final, nas notas da autora, tudo fez sentido e eu pude dizer, finalmente, que Jennifer Brown novamente conseguiu escrever um livro que deveria ser leitura obrigatória a todos!

"Naquele exato momento, aos 8 anos de idade, eu sabia. Sabia - assim como sabia que jamais tiraria o apanhador de sonhos do pescoço - que um dia iria ao Colorado, para onde a mamãe tinha tentado ir."

Amor Amargo é narrado pela protagonista, Alex. Tudo se inicia com o planejamento de uma viagem para Colorado, mas não é uma viagem qualquer. Depois da morte repentina de sua mãe e vivendo com irmãs e um pai completamente ausente ela resolve ir atrás de respostas no Colorado - para onde a mãe estava indo quando sofreu o acidente. Mas ela não irá sozinha, seus dois melhores amigos a acompanharão. Em meio a sábados de pizza, massa de biscoito regadas a Dr. Pepper, os três se divertem e planejam a viagem. Bethany é obstinada, persistente, determinada. Gosto muito da maneira como ela se comporta ao longo do livro. Zach, engraçado, protetor e o melhor amigo que todo mundo gostaria de ter. Na verdade, queria os três do meu lado.

"Mas, quando demos os braços um para o outro e começamos a andar em direção ao carro de Cole, poderia jurar que vi o seu rosto assumir uma expressão nada amigável."

A princípio, é isso que o livro parece ser, um young adult. É possível até imaginar um final com a viagem e Alex se redescobrindo. As suspeitas são "confirmadas" quando Alex conhece um garoto para quem tem que dar aulas de reforço, Cole - que parece ser bem legal, a princípio. Mas é claro que não poderia ser diferente da polêmica contida em seu outro livro, A lista negra. O garoto, antes meigo, vai se revelando obsessivo, egoísta e ainda pior, violento. Esse é o tema do livro: relacionamentos abusivos.

"Beth e Zach sorriam para mim toda hora, mas seus sorrisos não provocavam essa sensação. Seus sorrisos eram como risadas. O sorriso de Cole era como uma carícia. E parecia ter sido feito sob medida para mim."

Amor amargo não me fez ficar apenas angustiada, como muitos blogueiros dizem, mas me deixou com raiva. Muita raiva de Cole e ainda mais de Alex. O garoto começou a persegui-la, não a deixava sair com os melhores amigos, tratou todos mal - principalmente Zach - e Alex simplesmente ignorava, inventava desculpas ou culpava a si. E então aconteceu a primeira agressão. Pensei: agora ela vai se tocar e terminar tudo. Mas nãaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaao, aí você imagina a minha cara quando ela começou a se culpar e tentar inventar desculpas para não acreditar na verdade bem na frente dela?! Quando deixou a melhor amiga esperando por ela e depois ainda fez questão de ficar com ciumes de uma nova integrante do grupo?! Tive que fechar o livro, senão iria ter um treco. Nesses momentos queria beijar Bethany e Zach, que esfregavam a verdade na cara dela.


Mas conforme lia o livro e as notas da autora, tudo começou a fazer sentido. Alex deixou de ser burra para ser vítima. Vítima de algo que aparenta não ter saída. É algo parecido com a síndrome de Estocolmo. Ela simplesmente amava Cole, era para ele ser o cara perfeito, mas não era. E ela negava isso o tempo inteiro. 

"Saiu de fininho da sala e depois fechou a porta quase sem fazer barulho e, de uma hora para a outra, eu estava sozinha. E foi aí que tudo começou a doer. O pulso. Os quadris. O couro cabeludo. O pescoço. E, mais que tudo isso junto, o coração."

Pra não dizer que a história não contém erros, senti um pouco de falta da explicação sobre Cole. Por que ele faz o que faz?! Somos apresentados a família dele e alguns problemas, mas fica tudo muito vago. Ainda espero por um livro em sua perspectiva - prometo ler e tentar não jogar pela janela. Quanto a Tina, a nova "integrante" do grupo, senti que foi apenas um mero artifício. Uma vez que a personagem é citada em dois capítulos e depois some. Mas ok, é compreensível.
Outra personagem que amei é a Georgia, chefe de Alex. Ela é como uma mãe que a garota nunca teve e realmente está lá para tudo, tudinho mesmo.

"Era como se a dor não fosse minha. Como se a Alex que estava ali não fosse eu, mas outra pessoa, perdendo os sentidos um a um. Parei de chorar. Fiquei apenas assistindo. Dormente."

Gostei que no final das contas, a viagem para Colorado não foi esquecida e Alex de fato aprende sobre a mãe. Seu objetivo do inicio foi cumprido no fim, com alguns acréscimos. Ela se torna uma personagem muito mais forte, cheia de cicatrizes, mas inteira.
Em suma, Amor amargo faz jus ao nome. É uma história amarga, mas cheia de amor. Amor que pode se expressar de todas as formas. O amor distorcido, um amargo amor. 

"(...) Era ele quem ditava as regras e dava as ordens. Eu não passava de uma marionete, me movendo ao sabor da sua vontade."

ps: esse livro foi cedido em parceria com a editora Gutenberg. Estava doida pra ler e quando o encontrei na minha cama sai gritando pro mundo. 
ps2: se você quer ler outros livros da autora, por favor, leia A lista negra.

23 comentários:

  1. A autora já tem como legado temas fortes na abordagem de seus livros, ainda não li nenhuma obra da Jennifer, mas pretendo reservar um tempo para conhecer a sua escrita, que só tem recebido elogios pela maneira que constrói seus personagens em meio a temas "difíceis".
    Bjim!

    Tammy
    Livreando | Facebook

    ResponderExcluir
  2. Olá,
    Nenhuma resenha (agora tirando a sua) me fez querer ler esse livro. Mas agora eu mudei de ideia.
    Sua resenha despertou uma vontade imensa em mim de ler Amor Amargo.
    Eu confesso que fiquei muito curiosa e adorei o tema, relacionamentos abusivos.
    Vou colocar na minha lista.
    Beijos
    Historiar

    ResponderExcluir
  3. Oieee.
    Esse livro deve ser super tenso. Adoro leituras que abordam temas mais pesados. Amor abusivo é muito sério. Adorei sua resenha, você soube explorar muito bem os pontos positivos ♥

    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
  4. Olá, Beatriz.
    Eu li A Lista negra e amei. Por isso tenho vontade de ler esse livro, pois sei que a autora gosta de assuntos polêmicos nos seus livros. Fiquei muito interessada nesse também. Realmente para quem vê de fora, parece que a pessoa não reage de proposito, mas só quem está na pele da vitima para entender mesmo. Ótima resenha.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  5. Oie!
    Estou curiosa com esse livro, mas ainda não não consegui comprar ='(
    Bjks!
    http://www.historias-semfim.com/

    ResponderExcluir
  6. Olha eu nunca li esse livro e nem li resenhas sobre ele.
    Uma das minhas colaboradoras pediu o livro para resenha, mas ela ainda está lendo
    e espero que goste, porque deve ser uma belissima estória.
    Eu gostei bastante do desenvolvimento da sua resenha e achei o livro muito bom.
    Mas eu não sei se pegaria para ler nesse meu atual momento.
    Mas espero gostar bastante da leitura quando eu fizer claro!

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/10/dia-de-quote-11.html?m=1

    ResponderExcluir
  7. Ah!!! Eu odeio sentir muita raiva de um personagem. Pois eu fico com vontade de matar ele. Mas mesmo assim fiquei doida para ler o livro. Excelente resenha.
    Bjss

    http://livrosemarshmallows.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi, flor.
    Gostei muito da sua resenha. Se você não tivesse citado A Lista Negra, confesso que não teria associado o nome à autora. Eu achei o tema importante: relacionamentos abusivos. Mas não gostei do modo como foi desenvolvido, sem claras explicações sobre Cole, por exemplo. Embora saibamos que isso não é realmente importante, porque o foco é o sofrimento e a superação da personagem. Não acho que vá ler essa obra… Vou ler primeiro A Lista Negra – se gostar, passo para essa.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Oi Beatriz!
    Essa Jennifer Brown é destruidora mesmo né?
    Não tem um livro dela que eu não me sinta incomodada e acho que essa sempre é a intenção dela.
    Não sabia que o livro abordava de certa forma, um pouco da síndrome de Estocolmo, vi isso claramente em Gelo Negro e mais ainda em Stolen, você já leu algum desses?
    Fiquei feliz em saber que no final, o assunto da viagem não foi esquecido, afinal ele é uma peça fundamental na história!
    Vou te recomendar alguns livros que abordam temas ou personagens semelhantes, espero que você goste: Os bons segredos (da Sarah Dessen) e a trilogia Estilhaça-me (da Tahereh Mafi). Ambos são muito bons!
    Achei sua resenha maravilhosa! Você escreve muito bem mesmo!
    Sucesso e beijos!

    ResponderExcluir
  10. Oiee.
    Nunca li nada da autora, porém fiquei um tanto curiosa, pois gosto de ler livros que trazem temas fortes, posso parecer meio doida por isso, mas é algo que me atrai nas leituras

    Beijos
    Amor Literário

    ResponderExcluir
  11. Oi,

    Lendo agora a sua resenha eu percebi o quanto esse livro é bom, antes só pela capa já tinha excluído as possibilidades de ele entrar na minha lista de leituras.

    http://perdidoemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Oie!
    Acho que a única resenha que tinha visto desse livro foi a da Pam Gonçalves e você conseguiu mostrar bem a história do livro e quanto ela pode te envolver e te deixar com raiva ao mesmo tempo.
    Estou bem curiosa por essa leitura.

    Lisossomos

    ResponderExcluir
  13. Oi, tudo bem?
    Já ouvi falar muito bem mesmo da autora, mas até hoje não li nada dela. As vezes, acontece isso mesmo de não entender os personagens no começo. Já aconteceu isso comigo muitas vezes! Mas que bom que no fim o livro valeu a pena e voce compreendeu.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  14. Olá flor!
    Eu aina não li nada da autora, mas sua resenha me fez querer esse livro pra ontem! é um tema que eu ainda não li muito e eu gosto muito!
    Beijos, Tabatha
    http://aproveiteolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Sabe, quem sofre violencia normalmente continua sofrendo por se culpar, por achar que as coisas vão mudar, por ter na mente que se ela sofreu foi porque provavelmente mereceu e esse é o maior problema para se livrar de relações abusivas - e quem está de fora consegue ver melhor do que quem está de dentro e por isso entendo sua raiva com a protagonista e que bom que a autora conseguiu se fazer entender.
    Não sei se sentiria falta de uma explicação para Cole... Uma justificativa para ele ser assim talvez aliviaria o lado dele, não? Será que se ele tivesse um real motivo para agir da maneira que agiu a reação pelos seus atos não seria diferente? Posso não estar falando nada com nada, mas é meu primeiro pensamento quando penso no assunto. As vezes agressores são apenas agressores.
    Era um livro que não estava na minha lista, mas que depois da sua resenha com certeza vai ganhar um espaço por aqui.

    Beijinhos,
    Lica
    Amores e Livros

    ResponderExcluir
  16. Olá!
    Tenho esse livro em casa para ler, ainda não li nada sobre relacionamento abusivo e gostaria de ler. Quero compreender o relacionamento da Alex e do Cole e como ela aprende a deixar de atender a tudo o que ele faz.
    Adorei a sua resenha. Já tentei ler A Lista Negra e não funcionou, espero ler um dia!
    Beijos
    http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Depois que li A lista negra da autora fiquei muito afim de ler outras obras dela. Adorei saber que a editora trouxe mais um livro da Brown. ♥ E com um tema bem pesado, ahn? Ela adora causar, gente. Já curti a trama, espero gostar tanto quanto o outro.
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  18. Oie
    Eu amei sua resenha, muito bem escrita e completa.
    EU adoreiiiiii as fotos também, ficaram lindas, parabéns.
    A premissa do livro é linda, eu realmente fiquei muito curiosa.
    Deu para perceber o quanto o livro mexeu com você e eu espero que a história também mexa comigo.

    ResponderExcluir
  19. Olá

    Não conhecia esse livro da autora, li A lista negra e adorei o trabalho.
    Gostei muito da premissa desse livro e adorei a resenha.
    Sobre a personagem apanhar e depois dizer que ele fez isso por culpa dela, isso acontece na nossa sociedade o tempo todo,infelizmente isso é comum.

    Bjss

    ResponderExcluir
  20. Olá,
    ainda não conhecia esse livro. No início da sua resenha tava meio desesperançosa também. Eu ODEIOO protagonistas burras e ingênuas, dá muito nervoso e aflição rs. Mas li até o fim e agora tô curiosa pra conhecer essa história, apesar de que esses relacionamentos abusivos me deixam bem triste. Enfim, ótima resenha! Gostei de como você coloca sua opinião mesmo e não faz apenas um resumo dolivro!

    ResponderExcluir
  21. Ola lindona eu não conhecia esse livro, mas já quero ler, que temas polêmicos hein, e por mais triste que seja, existem muitas mulheres que tem a mesma atitude e aceitam essas humilhações, que causam revoltas.Preciso ler esse livro . beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  22. Cara, se eu lesse esse livro eu me revoltaria completamente. Assim como você iria ficar com muita raiva também porque odeio quando a personagem não enxerga o que tá na cara e no nariz. Mas a premissa é bem interessante e forte. Mas confesso que não sei se aguentaria ler.
    Mas mesmo assim, ótima resenha.
    Beijos, sucesso.

    ResponderExcluir
  23. Olá, tudo bem?
    Antes eu gostaria de informar que não consegui ver suas imagens, acredito que não carregaram, mas enfim, gostei muito da sua resenha, e acredito que se eu lesse esse livro ele se tornaria um dos meus preferidos, mas estou com algumas leituras "obrigatórias" para a escola, mas vou guardaro nome e assim que puder, lerei, obrigada pela dica. Beijos...
    http://leesoncre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Criado por: Mariely Abreu | Todos os direitos reservados ©. voltar ao topo