segunda-feira, 3 de agosto de 2015

Resenha: A rainha vermelha - Victoria Aveyard

Editora: Seguinte
Ano: 2015
ISBN: 9788565765695 
Páginas: 424
Nota: 4.5/5

Você pode usar. Mas nunca se sabe quando se está sendo usado. Em um mundo vermelho e prateado, é melhor não confiar em ninguém. 

O mundo é dividido em dois. Ou pelo menos é o que todo mundo pensa. Vermelhos e Prateados. Divididos pela cor da roupa? Divididos pela cor do sangue. Os de sangue vermelho são como nós, seres comuns, e são responsáveis pelo trabalho árduo. Aqueles com sangue prateado possuem o poder de manipular diversos elementos, existem vários tipos. Os forçadores, os verdes, os magnetrons. Levam uma vida tranquila e fácil, aparentemente. E existe ela, Mare Barrow - ou Lady Titanos.

"In school, we learned about the world before ours, about the angels and gods that lived in the sky, ruling the earth with kind and living hands. Some say those are just stories, but I don’t believe that. The gods rule us still. They have come down from the stars and they are no longer kind."

Todo vermelho, aos dezoito anos, caso não seja aprendiz, será alistado ao exército e enviado para a guerra. O grande problema é que muitos deles nunca voltam. Os problemas começam quando Kilorn Warren - melhor amigo de Mare - perde o emprego. O detalhe é que o garoto já é maior de idade e logo irá pra guerra. Mare conhece os perigos. Seus três irmãos foram alistados e deixaram como única lembrança um par de brincos cada um - que divide com Gisa, sua irmã. Tendo como principal objetivo conseguir fugir com Kilorn, a batedora de carteira usa de suas melhores habilidades. Mas as consequências de ter encontrado o bolso "certo" levarão a uma história cheia de reviravoltas.
Isso acontece quando Mare Barrow passa a ser Lady Titanos e viver uma mentira. Quando a garota que escorre vermelho descobre ter um poder. Mas ela é vermelha. E vermelhos são apenas vermelhos. Como ninguém pode saber, a rainha - que ela morra em breve, por favor - cria uma mentira e faz com que Mare a viva, correndo o risco da própria vida.
É no palácio que ela conhece dois príncipes. Cal - conhecido de outro incidente - e Maven - cuja história vai longe. Não consegui escolher um preferido. Cal possui a coragem, a calma, o conhecimento. Maven possui a malícia, a esperteza, a destreza. A única coisa que digo é o que o livro me disse o tempo inteiro: 
"Todo mundo pode trair todo mundo."

Não posso dizer que A Rainha Vermelha é um livro surpreendente. Previ quase todos os acontecimentos e talvez você, leitor,  também preveja. Mas o fato é que essa não é a chave da narrativa. Mesmo desconfiando, o enredo te envolve de uma maneira que é impossível parar de ler. São tantas reviravoltas, tanta ação e mil emoções misturadas, que fica difícil não se mexer na cadeira enquanto lê.

"Muitos vibram em acordo. Precisei de toda a minha força para não pular em cima desses covardes que jamais estarão na frente de batalha ou enviarão seus filhos para o combate. A guerra prateada deles é paga com sangue vermelho."

Victoria Aveyard juntou os melhores elementos distópicos, acrescentou um toque de fantasia e deu luz a esse livro incrível. Ao ler, você com certeza se lembrará de A Seleção, Jogos vorazes, Divergente, Game of Thrones.. Gosto desse livro justamente por isso, porque juntou tudo isso em um pacote fechado. E que pacote!

"Nos contos de fadas, a garota pobre sorri ao se tornar princesa. No momento, não sei se voltarei a sorrir algum dia."

É triste não poder comentar mais sobre a história com vocês sem dar spoiler, mas ainda quero fazer um tópico de discussão pra desabafar. Quem sabe um hangout?!
Esse livro não é reflexivo, não é bonito, não é romântico. É cru. Nu. Ok, tem aquele triângulo amoroso clichê - ou seria quadrângulo? - mas o que é um clichê perto de tantas guerras? tantas revoltas E reviravoltas? perto desse universo wow - não tinha outra palavra pra descrever, desculpa - criado pela autora.

"- É melhor você esconder esse seu coração, Lady Titanos. Ele não vai levá-la a nenhum dos lugares a que deseja chegar."

No fim das contas, a única coisa que me decepcionou um pouco foi a não surpresa, porque isso, embora não seja tão importante, acaba pesando um pouco na hora da avaliação final. Mas prever não estraga a leitura de ninguém.
A Rainha Vermelha nos ensina que o traidor pode estar ao nosso lado. A guerra nem sempre é travada com espadas, a verdadeira guerra é travada pela mente. É preciso ser esperto para sobreviver, se esgueirar no meio das mentiras. As vezes, é preciso criar mentirar só para desmenti-las depois. E, de vez em quando, você tem que usar alguém. Mas lembre-se, você também pode ser usado.

"Eu costumava imaginar os prateados como deuses intocáveis que nunca se sentiam ameaçados ou amedrontados. Agora sei que é o contrário. Passaram tanto tempo no topo, protegidos e isolados, que se esqueceram de que podem cair."

No momento eu só quero gritar: pare de ler essa resenha e vá ler Red Queen, por favor!
PS: Comprei primeiro a edição em inglês e comecei a ler. Uma coisa bastante broxante é a tradução de certos trechos. Desculpem, mas fica bem melhor na língua original! Ok, quanto a isso não tem o que fazer, mas acho que eles poderiam pelo menos ter mantido o título como Red Queen mesmo, né?! Apenas um comentário!
PS2: Espero que tenham gostado do meu mini-cosplay de Mare Barrow <3
PS3: Estou roendo as unhas para o próximo livro, eita final maravilhoso!! *o*

8 comentários:

  1. Olá, Beatriz. Estou louca para ler Red Queen e creio que mês que vem ele estará na minha lista de leituras, espero gostar do livro. Adorei a resenha!
    Beijo,
    www.pactoliterario.com

    ResponderExcluir
  2. Oi, tudo bem?
    PRECISO desse livro!! Adorei a premissa!!
    O cosplay ficou ótimo!!
    Bjs

    A. Libri

    ResponderExcluir
  3. Oi, Beatriz, tudo bem?

    Tenho visto muitos comentários positivos sobre esse livro e certamente ele já está na minha lista.
    Sobre lembrar um pouco da Seleção, só de ler a sua resenha, a história de America já me veio na cabeça! Haha

    Abraços,
    Lucas Fagundes
    http://claqueteliteraria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi linda, que fotos legais,gostei bastante. Bom,sobre o livro só tenho lido e ouvido elogios sobre ele e quando puder vou querer lê-lo, sua resenha me instigou e quero saber o que acontecerá nessa confusão toda de mentiras. E mesmo o andamento da história sendo um pouco previsivel, sinto que essa pode ser uma boa leitura.

    Ótima resenha.

    bjs

    ResponderExcluir
  5. Olha eu comprei o livro e ainda não o li.
    Espero ler assim que estiver mais tranquila sabe?
    Até porque eu sei que ainda terá continuação e quero esperar um pouco.
    Mas mesmo assim sua resenha me deixou bastante curiosa e gostaria muito de conhecer logo a história. Eu amei as fotos que você postou em sua resenha. Ficaram lindas =]

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/08/resenha-nao-pare.html

    ResponderExcluir
  6. Oiiie
    Eu ouvi muitos comentários positivos sobre o livro e fiquei muito interessada na leitura.
    Agora eu acho que A rainha Vermelha ou Red Queen tanto faz. Acho que a editora fez bem em não manter o titulo original, :D
    Agora a tradução eu já não sei kkkk não sou boa em inglês... Mas as vezes as traduções são ruins mesmo.
    Adorei sua resenha e sim, vou correr para comprar esse livro. Amo distopia e essa premissa me agradou muito. E AMEI suas fotos, ficaram perfeitas, e a primeira foi ARRASO.

    ResponderExcluir
  7. Estou com esse livro aqui pra ler, e morro de preguiça de triângulo amoroso (se for "quadrângulo", rs, pior ainda), espero que ele seja abafado mesmo pelo universo criado pela autora. Adorei suas fotos! E não vi problema nenhum na tradução do título não, pelo contrário, achei melhor, tem gente que não tem noção nenhuma de inglês...

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  8. Cara eu fiquei chocada com o final. Não sei se alguém achou previsível, mas eu não sei nem um pouco, estou chocada até agora. E se quiser desabafar, estou querendo também :(
    Gostei muito da sua resenha e está muito diva como a rainha <3 hahaha
    Beijos e sucesso.
    www.inspiradaporpalavras.com.br

    ResponderExcluir

Criado por: Mariely Abreu | Todos os direitos reservados ©. voltar ao topo