quarta-feira, 22 de julho de 2015

Dia do amigo (um pouco atrasado)

Criaram esse dia para que cada um possa desejar um feliz dia ao amigo. Porém todo o dia é dia do amigo. Pare pra pensar, quem está aí do seu lado? Rindo com você, te aconselhando, e simplesmente vivendo? Seu amigo. Pode não ser uma amizade de se falar todo dia, pode não ser alguém que esteja aí ao vivo, mas do outro lado da tela do computador. No fim, o que vale é a amizade, o laço criado pelos dois lados. 
Eu sempre digo: não deixe de dizer "eu te amo" para quem isso é verdadeiro. Não é pra sair distribuindo essas palavras, jogando-as ao vento. Mas quando sentir que deve dizer, diga.


Nesse post encontrei uma maneira de juntar tudo e agradecer um pouquinho a cada um que participa da minha vida.
Obrigada por aguentar as minhas crises existenciais melhor do que ninguém, Bruna.
Obrigada por me ajudar mesmo quando minhas dúvidas são as mais idiotas possíveis, Yara.
Obrigada por sempre fazer a escolha certa quando eu fecho os olhos e te faço decidir qual é o melhor caminho, Danielle. (mesmo que a princípio pareça ser a escolha errada)
Obrigada por não ter deixado a nossa amizade morrer mesmo com a distância que se instaura entre nós de vez em quando, Victoria.
Obrigada por colocar meus pés no chão quando eu não percebo estar voando e me colocar de cara com a verdade, Alexander.
Obrigada por me fazer rir com suas palhaçadas, mesmo quando quero falar alguma coisa séria, Giovana.
Obrigada por ter entendido e compartilhado comigo o espaço que nossa amizade precisou por um tempo, Priscila.
Obrigada até mesmo pelas brigas, o ciumes constante e as vezes em que, por não nos entendermos, acabamos nos entendendo, Camila.
Obrigada por girar a manivela quando eu não entendo a piada, Ana Elisa.
Obrigada por terem entrado em minha vida recentemente e pelo laço de confiança que já criamos, Natália, Luana, Thai.
Obrigada pela diversão, sexy falsianes.
Obrigada pelo esforço, pelo entendimento, pelas noites de cabaré e as nossas piadas internas, reuniões e coisas que só a gente entende, portal.
Obrigada a você, que já passou pela minha vida e me fez entender que as vezes é necessário fechar uma porta para que outra se abra.
Obrigada a você também que me fez quebrar a cara, porque sem isso eu não teria aprendido que é preciso selecionar em quem confiar. E que a frase da minha avó é realmente verdadeira. (fica subentendido, já que todas as vós devem dizer essa mesma frase)
Obrigada a todos da blogosfera que acabaram se tornando meus amigos.
Obrigada, é claro, a vocês, leitores infinitos, por estarem sempre comigo.
Obrigada em geral, a todos vocês que já passaram por mim.

Nenhum comentário:

Criado por: Mariely Abreu | Todos os direitos reservados ©. voltar ao topo