quarta-feira, 29 de abril de 2015

Resenha: Caixa de Pássaros - Josh Malerman

Editora: Intrínseca
Ano: 2015
ISBN: 9788580576528
Páginas: 272

Não ouse abrir os olhos. Ouça além do rio. A insanidade está esperando para tirar suas vendas.

E se você não pudesse mais olhar para fora? De uma hora para outra, simplesmente parasse de ver o mundo como sempre conheceu? Uma notícia aqui, outra ali e de repente, virou uma bola de neve. Você, normalmente cética, percebe o quanto tudo é real. Tem que vendar os olhos. Os sons, os cheiros, tudo pede para que você olhe, mas não pode, não se quiser continuar vivo.
Caixa de Pássaros retrata um novo mundo. Um mundo em que não se pode mais olhar. Criaturas estão soltas por aí e, ao serem vistas, o indivíduo comete um ato violento seguido de suicídio. Torna-se insano por alguns minutos até dizer adeus a vida com "vontade própria"


Malorie vive nesse mundo com dois filhos, o Garoto e a Menina. Sim, esses são os nomes deles - a inteligência do livro já começa por aí. Vivem em uma casa completamente vendada. Ela, que antes era parte de um grupo de sobreviventes, agora está sozinha. Janelas e portas fechadas. Uma cerca ao redor da cama das crianças. Os brinquedos? Pedaços de madeira com rostos desenhados. Os filhos foram treinados para ouvir, nunca viram o mundo exterior. Malorie viu, sim, há quatro anos. Acontece que ela deve tomar uma decisão. Atravessar ou não o rio, completamente vendada, junto com as crianças de quatro anos. A finalidade? Encontrar um lugar melhor. Um problema. Segundo as instruções, em determinado momento da viagem, ela deve tirar a venda.

"O rio é um anfiteatro, pensa Malorie enquanto rema. Mas também é um túmulo."

Estava louca para ler Caixa de Pássaros e posso dizer que não me decepcionei, pelo contrário. Em muitos momentos fechei-o e tive algumas crises haha. O autor conseguiu construir um thriller psicológico incrível, com uma atmosfera sombria e tão realista que te faz sentar no barco a remo junto com Malorie, de olhos vendados e encarar tudo aquilo. Li uma parte do livro de madrugada e olhei umas três vezes para os lados, pois é. Outra coisa que me agrada é o fato de não ser um terror apelativo, aquele feito para assustar, sabe? É justamente por isso que tudo fica dentro da sua cabeça, girando, girando e girando. Isso gera o medo, o suspense. Nesse momento, inclusive, estou olhando para trás.

"(...) Os dias começam a se misturar. Foi por isso que fizemos o calendário na parede da sala de estar. Sabe, o tempo não significa mais nada, de certa forma. Mas é uma das poucas coisas que restaram das nossas antigas vidas."

Você não vai gritar, não vai assustar, mas vai absorver tudo aquilo e isso, meu caro leitor, vai te fazer pensar. Muito. (e ficar até com um pouco de medo, aconselho a não ler de madrugada haha)


Parece mesmo que estamos o tempo inteiro vendados por sabermos tanto quanto qualquer um sobre essa onda de suicídios e criaturas. A questão é, não fazemos a mínima ideia do motivo. Além disso, o autor escreve de maneira extremamente inteligente. Alguns questionamentos que Malorie faz se encaixam muito bem na narrativa e, ao meu ver, são essenciais. Há outros personagens um tanto quanto creepys e outros que nos fazem sentir raiva e ao mesmo tempo, entender o motivo.
Marlerman sabia exatamente quando deixar a narrativa com mais ação, ou então monótona, explicar ou não certas coisas. Mas as piores - e melhores - partes foram aquelas em que o perigo estava a espreita.

"(...) Assim como imaginou anos atrás, antes de as crianças terem nascido, quando a inércia da porta da frente a lembrou de que a insanidade estava à espreita."

Aqui em baixo, você encontrará spoilers, então, se não leu o livro, pule essa parte e vá direto para o final.
Ainda não me decidi sobre o final. Ao mesmo tempo em que amei a ideia de nos deixar no "vazio" - e simplesmente imaginarmos como, afinal, eram as criaturas, o que elas queriam e os motivos pelos quais faziam os indivíduos cometerem tais atos - odiei na mesma intensidade. Por isso foi meio decepcionante, mas surpreendente. Queria as explicações, pois criei tantas teorias ao longo do livro e queria testa-las. Pensei até que Olympia pudesse não existir, já que foi extrema coincidência um parto conjunto, duas grávidas na casa, no mesmo período da gestação. Mas as respostas não apareceram. 
Agora você pode voltar a ler.



"(...) Em seus olhos, há algo mais vazio do que desespero."

Enfim, amei Caixa de Pássaros e quero sair pelos quatro cantos gritando "leia!leia!leia!" apesar de ter me decepcionado um pouco com o final. Super recomendo! Estava precisando ler um livro bom assim, que me deixa olhando para o teto fazendo vários questionamentos.

12 comentários:

  1. Li este livro semana passada e olha, adorei! Toda essa tensão de não poder abrir os olhos é muito forte ne... O final que fica na duvida: sera que se ele explicasse tudinho a leitura teria uma "quebra" de qualidade? Ou deixaria tudo mais inteiro? Ah sei la hahahaha só sei que adorei e mais uma coisa que fiquei pensando bastante: as pessoas que já eram cegas, "não tiveram" que sofrer igual aos demais!
    Fiz uma resenha dele terça, se quiser passe lá!
    Abraços
    www.palavrasefogo.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!!
      É sensacional, né?! Super concordo com você nessa dúvida, mas acho que no fim das contas foi melhor assim, meio que estragaria se eles explicassem tudo, sabe? Mas ao mesmo tempo eu queria taaanto uma explicação!! Como lidar?!
      Exatamente, achei isso genial!! Hoje, no nosso mundo, os deficientes visuais tem que se adaptar aos ambientes, etc. E lá seria o contrário, foi meio que um tapa na sociedade!! Adooro! haha
      Beijos!!

      Excluir
  2. A umas semanas atrás estavam fazendo bastante "alarme" por causa do livro e com razão, né? Eu amo livros que nus passem realmente uma sensação "a mais" e por isso esse entrou pra lista. Adorei o post!
    Abraços :)
    www.chamandoumleitor.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu faço alarme, alarde, dança da chuva, grito a quatro ventos, por favor, leia esse livro!! haha Você vai amaar!!
      Que bom que gostou :D
      Beijos!!

      Excluir
  3. Olha tenho visto muita gente falando muito bem desse livro, mas sinceramente não faz muito meu gênero de leitura não sabe? Mas mesmo assim gostei de tudo que você escreveu sobre a história. Espero que os seus leitores gostem e tenham interesse, mas eu sinceramente prefiro leituras mais leves, até porque eu ando mais sentimental pra te falar a verdade =x
    Enfim...

    Mas parabéns, adorei o seu ponto de vista sobre o livro
    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/05/resenha-buscando-morte-encontrei-vida.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Sil!! Poxa, eu te entendo, isso de não gostar de determinado gênero é super normal. Eu, por exemplo, odeio chic lit com todas as minhas forças haha
      Mas que bom que gostou!!
      Beijos!

      Excluir
  4. Muitos blogs tem falado muito bem desse livro. Ainda não li nenhuma resenha que me desencorajasse a leitura. E eu li a parte com spoiler mesmo sem ter lido o livro porque a minha curiosidade é pior que qualquer coisa e acho que entendo a maneira que você se sentiu em relação ao livro.

    http://laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Débora, tudo bem?!
      Pois é, todas as resenhas que li também foram muito positivas. E mentira que você leu?!! Não faz isso nãaaaao!! Mas acho que não estragou muito, eu tentei não dar tanto spoiler nem na parte de spoiler! haha
      Beijos!!

      Excluir
  5. Olá!
    Sabe que inicialmente o livro não me chamou atenção, mas tenho lido tantas críticas positivas, que estão me despertando curiosidade. Adorei sua resenha e o modo como argumentou a história. Parabéns!
    Beijos.

    Li
    literalizandosonhos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oláa! Tudo bom?
      Jura?! Poxa, vou te dizer pra matar a curiosidade e ler, então, acho que você vai gostar!! Obrigadaaa!!
      Ah, se ler depois me conta o que achou, ta?
      Beijos!!

      Excluir
  6. Nunca tinha ouvido falar desse livro antes.
    Gostei das fotos que você tirou dele, tem uma capa muito bonita. E me chamou a atenção, achei interessante. Com certeza leria ele.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hey!!
      Obrigada, viu? Bom demais ler isso!! Tentei variar nas fotografias!!
      Leia sim! Depois me conta, hein?!
      beijos!

      Excluir

Criado por: Mariely Abreu | Todos os direitos reservados ©. voltar ao topo