segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Entrevista: Banda Ariella

A Ariella é uma banda nova super legal, quando recebi um recado da Thayze - uma das integrantes - divulgando a banda, fui logo ouvir e fiquei muitíssimo interessada. As meninas tentam juntar a música com os livros, além disso. O que mais me interessou foram as letras e as inspirações. A primeira música "Formas de Sabedoria" foi inspirada na África! São poucas as bandas que trazem essa profundidade para as letras e esse, para mim, é o maior diferencial da banda Ariella. Conversei com a Thayze e ela e a banda toparam em fazer uma entrevista :D
Espero que vocês gostem, assim como eu ;)

Clipe: Formas de sabedoria - Ariella


As integrantes:

Thayze Freire - tecladista
Thaís Pessoa - vocalista
Ilana Monteiro - baixista
1. Primeiramente, queria agradecer a banda por essa oportunidade e dizer que fiquei bem feliz com essa entrevista. Além disso quero parabeniza-los pela iniciativa e desejar muito sucesso! 
Como a banda Ariella surgiu e como e porque vocês escolheram esse nome?!

Thayze: Nós que ficamos felizes por ganhar um espaço aqui no Blog Vivendo no Infinito para que possamos falar um pouco do nosso trabalho. Agradecemos enormemente por essa oportunidade. =)
Nossa vocalista, Thaís Pessoa, sempre teve o Sonho de montar uma banda. A Ariella foi a concretização desse antigo sonho. Inicialmente o projeto seria criar um grupo feminino. Assim, ela entrou em contato comigo, já que eu tocava teclado, e juntas começamos a busca por integrantes. Por indicação, conhecemos nossa Baixista, Ilana Monteiro, e mais duas meninas. Após alguns ensaios e algumas mudanças, finalmente a Ariella encontrou sua melhor formação, passando a ser Mista.
A escolha do nome demorou bastante. Tentamos encontrar o nome ideal de diversas formas. Juntando as iniciais dos integrantes... não deu certo. Buscando palavras aleatórias no dicionário, como algumas bandas fizeram, depois de acharmos “Trigêmeo” / “Sapeca” (¬¬) e outras palavras bizarras desistimos do dicionário... hahaha.
Mas após muitas ideias e sugestões surgiu o nome atual, ARIELLA, é hebraico e tem conotação de Força e Sabedoria. Também significa “Leão Divino”. Concordamos que combinava com a banda e por ser um nome feminino também nos remete a todo nosso processo de formação.


2. A música "Formas de sabedoria" fala sobre a África, e na letra percebi que é uma espécie de crítica e se aprofundou bastante no período da escravidão, gostei bastante da maneira com que vocês trataram essa questão. Muitas pessoas tem "preconceito" com a África, tendo uma visão muito particularizada que nos é passada desde a infância. O que vocês acham disso e o que tem a dizer para essas pessoas?


Thaís: A música aborda justamente essa crítica. Nós crescemos e associamos o continente africano apenas sob a vertente da escravidão. Não somos ensinados que é um continente rico em cultura e sabedoria e que sua História não se remete apenas a esse ponto. A escravidão não pode ser encarada como o único marco de um continente. Vale lembrar que os africanos também exerciam tal prática, mas por sobrevivência e por achar que o “outro” desconhecido é o “estranho” e, por isso, merecedor de ser escravizado. Inspiramos essa letra no movimento negro que busca retomar uma identidade afrodescendente de uma “Mãe África”, diminuindo o preconceito e reconhecendo a cultura esquecida de um povo. Esta é a mensagem que queremos passar, que existem várias formas de sabedoria e essas formas devem ser respeitadas.

3. Soube que vocês escrevem algumas letras baseadas em livros, então, como leitores assíduos, qual é o livro preferido de cada um de vocês?

Thayze: Em um dia resolvi juntar minhas duas paixões: Livros e Música... foi aí que começaram a surgir as letras. E nada como uma música sobre um livro especial para curar uma DPL, né?! hahahaha
Sinceramente não consigo eleger só uma obra. Até se me perguntassem qual meu livro preferido dos que li nesse ano teria dificuldade em responder. Mas existem alguns que de certa forma me marcaram, como o primeiro que li (As Brumas de Avalon), a série que me fez apaixonada pela leitura (Harry Potter), o que não me canso de ler (Orgulho e Preconceito), os que leio só por causa da autora e nunca me arrependo (os da Richelle Mead)... Mas essa seria uma lista gigantesca, sempre acho injusto citar um e não outro...rs.
Thaís: Sempre gostei de ler e desde criança era incentivada por minha avó. Como venho de uma família de professores o hábito de ler sempre foi constante e como a casa dos meus avós possuía uma mini biblioteca, toda vez que alguma capa me interessava eu retirava para ler rs. Minha autora preferida da infância é a Laura Ingalls.
Hoje, com tantas responsabilidades, confesso que deixei a leitura um pouco de lado me dedicando apenas a leitura acadêmica. Mas, agora estou sendo extremamente influenciada pela Thayze que me indica diversos livros. Já estou viciada na autora Jeaniene Frost e que, inclusive, já temos uma música composta pela Thayze que fala sobre um de seus livros, o nome é Antigo Preconceito que será lançada em 2015!
Ilana: Confesso que não sou leitora tão assídua rsrsrs, mas, pensando agora, dois livros marcantes pra mim: Ensaio Sobre a Cegueira, do José Saramago e O Perfume, de Patrick Süskind.


4. É possível perceber que cada um de vocês é apaixonado pela música. Acredito que ela esteja em uma parte de cada um. Como vocês conheceram a música e como ela conquistou vocês?


Thayze: Meu primeiro contato com a música foi ainda muito cedo quando minha mãe me ensinou a tocar violão. Já quando fiz 15 anos ganhei um teclado e sim, foi amor à primeira vista. Tenho o costume de, ao pegar um livro pra ler, escolher uma música pra ele, para que me recorde da história sempre que ouvi-la. Só que as vezes não encontro a música perfeita. Por isso pensei: - Já que não tem, irei cria-la! hahaha.

Ilana: Na adolescência comecei a gostar de rock e decidi aprender a tocar baixo. Quando fiz 17 anos, com o incentivo do meu pai, entrei na escola de música e ganhei meu primeiro baixo (pensei em tocar bateria antes, mas desisti hehhe). Desde então passei por várias bandas de diferentes estilos: rock, mpb, metal/hard rock, rock alternativo; e hoje, além da Ariella, participo de um Bloco de carnaval formado só por mulheres. =)

Thaís: Aos 9 anos tive meu primeiro contato com a música quando decidi aprender a tocar teclado. Pouco tempo depois ganhei um violão, que se tornou minha paixão. Comecei a aprender a tocá-lo e a compor. Costumo transmitir minhas experiências para as letras. Durante 5 anos também participei de um grupo de dança. :P


5. Em uma banda, principalmente quando também há composição, é necessário ter um repertório bem abrangente e muitas inspirações, certo?! Qual é a maior inspiração de vocês no meio da música? Em que estilos musicais a banda é inspirada?


Ilana: Eu sou super fã de Red Hot Chili Peppers... curto rock, metal, mpb, um pouco de jazz e funk (como a maioria dos baixistas =]). A influência musical da Thaís vai de bandas clássicas, como Beatles, Whitesnake e Kiss, a atuais, como Paramore, 30 seconds to Mars e Halestorm. Já a Thayze curte Power Metal e Metal Sinfônico (para a infelicidade de nossa vocalista..rs). E também ama música Clássica.
A Ariella tem como influência: Paramore, Muse, Halestorm, Nickelback, Pitty, Flyleaf...
E também tocamos algumas músicas dessas bandas!!


6. Muito obrigada pela entrevista e, mais uma vez, muito sucesso pra vocês! Que mais pessoas possam conhecer o trabalho da banda Ariella!

Nós que novamente agradecemos o convite e o espaço. =)
Aproveitamos também para agradecer a todas as pessoas que vêm nos acompanhando e torcendo para o nosso sucesso. Sem o carinho de todos vocês tudo seria mais difícil.
Em breve estaremos lançando nossa nova música, Algo Bom. Sua letra fala de todos os medos interiores que precisam de libertação.
Quem quiser entrar contado e saber mais sobre a banda nos encontrarão nas redes sociais. Também podem nos acompanhar pelo nosso site.


PÁGINA: www.facebook.com/bandaariella
CANAL: www.youtube.com/user/bandaariella
SITE: bandaariella.wix.com/ariella

2 comentários:

  1. Que legal, uma banda com várias meninas. Curto muito conhecer banda nova e músicas inéditas, e essa parece ter muito estilo. Gostei do vídeo, achei muito promissor.

    http://mundo-restrito.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi!
    Achei incrível esse diferencial dessa banda. Gostei de saber das inspirações para as letras das músicas. Adorei!
    Desejo muito sucesso á banda.
    Beijos
    Construindo Estante || Facebook

    ResponderExcluir

Criado por: Mariely Abreu | Todos os direitos reservados ©. voltar ao topo