quarta-feira, 1 de outubro de 2014

[Resenha] Four: a divergent collection - Veronica Rooth

Lendo Divergente - o primeiro livro da trilogia - fiquei extremamente curiosa para saber como teria sido a iniciação de Tobias;  Four - a divergent collection, deu a mim essa oportunidade.
O livro extra é contado inteiramente do ponto de vista do Four, no formato de contos e algumas cenas exclusivas. A primeira parte é divida em três contos, são eles:

Nos é mostrada a relação de Tobias com o pai, mostrando um novo lado do garoto, quando ainda se sentia impotente e submisso a Marcus. Gostei bastante da maneira como isso foi tratado e aprofundado, foi extremamente interessante entrar no mundo de Tobias antes de Four. Além disso, nos é relatado o teste de aptidão e quando é, pela primeira vez, "tocado no assunto" da divergência. É nesse momento, também, que ocorre a Cerimônia de escolha.

Trata-se basicamente das consequências da Cerimônia de escolha, além disso, nos permite conhecer um pouco mais da relação entre Tobias, Marcus e Evelyn, de um ponto de vista diferente do que vemos nos livros normais da trilogia, também passamos a entender os motivos das escolhas de Tobias, como o porque de ter escolhido a Audácia como sua nova facção.
Somos apresentados a iniciação de Tobias, é mostrado, neste conto, a sua primeira "visita" a seus medos. Uma coisa que acho bastante interessante é a maneira como ele não quer ser reconhecido como Tobias Eaton, filho de Marcus, e acredito que a Veronica Rooth retratou isso muito bem. Também nos é mostrado o começo da amizade de Four com Zeke e Shauna, achei que isso foi essencial, pois, pelo menos para mim, deu muito mais substância para a relação entre eles na trilogia Divergente. (mesmo sendo um livro extra, lançado após o fim da série)

Esse conto também é um dos mais importantes, pois é nele que toda a "história Jeanine" começa, juntamente com as visitas misteriosas na sede da Audácia. Também nos mostra uma Dauntless bem diferente, aquela que ainda não foi corrompida. Sabemos bastante coisa sobre a relação de Eric e Tobias nesse conto, além das relações entre Max, Eric e Jeanine. Gosto bastante do conto justamente por mostrar o inicio de como a Audácia foi corrompida e deixou de ter os princípios que Tobias conhecia.

Para os shippers fourtris de plantão, a Tris aparece aqui haha. Nele, conhecemos mais do mundo de Divergente e a iniciação da garota, porém, na visão de Tobias - como se fosse um POV do garoto no primeiro livro da trilogia.

Três cenas exclusivas
No livro, há também três cenas exclusivas (uma delas não tão exclusiva assim) que fecham o livro com chave de ouro. Retratam mais a relação entre Tobias e Tris, mais uma vez, para os shippers fourtris, assim como eu. haha!
First jumper, Tris.
Careful, Tris.
You look good, Tris.

Em conclusão, o livro extra nos traz uma escrita bastante fluida e que nos faz não querer parar de ler - mesmo sendo em inglês, e por isso, cansando um pouco mais. Meu fator preferido do livro é justamente entrar na cabeça do Tobias e viajar naquele mundo em que a Tris ainda não "existia". O nível do inglês é uma transição de fácil para intermediário, tive que procurar uma palavra ou outra, mas a leitura é super fluida e não me cansou nem um pouco. Ah, e a diagramação é maravilhosa, até agora fico babando nessa jacket e pirei demais com a hardcover, acho que não teria capa mais bem colocada do que essa com a roda-gigante.
PS: Pra quem não quer ler em inglês, o livro será lançado no Brasil logo, logo, inclusive já está em pré-venda.


Algumas citações:

"I would improve Dauntless by fostering true bravery instead of stupidity and brutality. (...) That's what our manifesto encourages - ordinary acts of bravery. I think we should return to that."

"I´m not sure bravery is something you adquire more of with age, like wisdom - but maybe here, in Dauntless, bravery is the highest form of wisdowm, the acknowledgement that life can and should be lived without fear."

" - Hey - she sights - we've got through it.
I put my fingers trough her hair.
- You got me through it - I say."




Nenhum comentário:

Criado por: Mariely Abreu | Todos os direitos reservados ©. voltar ao topo