segunda-feira, 14 de abril de 2014

Apego

É assim mesmo, desse jeitinho que a vida vai, algumas pessoas chegam e ficam para sempre, outras - a maioria - simplesmente te fazem se apegar e depois colocam os pés no chão e saem andando.
Assim como todos os clichês da vida, sempre foi assim e nunca vai mudar. Me apego rapidamente e constantemente me entrego, me abro e o que você ganha em troca?! Nada, exatamente. No máximo um soco bem dado no estômago.
Não. Não te deixei ir. É que as vezes as pessoas simplesmente querem ir, então o individuo que se apegou tenta segurar, sinto em dizer que não foi possível, então simplesmente você foi embora, contra a minha vontade.
Um relacionamento acontece quando ambas as partes se importam e gostam pelo menos quase no mesmo grau, e falo de todos os tipos de relacionamentos, mas hoje isso parece acontecer cada vez menos.
Uma relação hoje em dia é baseada em algum tipo de interesse ou "não tinha ninguém melhor" porque pode ter certeza que quando conseguem o que querem, as pessoas simplesmente vão.
Claro que existem exceções, mas o mais engraçado é que essas nunca, em hipótese nenhuma, vão te ver todos os dias ou morar perto de você. 
A vida é irônica e gosta de pregar peças, o universo raramente conspira a favor. 
Mas se tem uma lição que aprende-se com tudo, é que a vida segue, continua, é possível ser feliz sem aqueles que foram e não são mais, pessoas vem e vão, clichê ou não-clichê, os verdadeiros permanecem. Estes, contam-se no máximo, como diria minha avó, nos dedos de uma mão.

Nenhum comentário:

Criado por: Mariely Abreu | Todos os direitos reservados ©. voltar ao topo